quarta-feira, 13 de abril de 2016

Consumir alguma substância de outra forma


tenho vivido perseguindo brechas
pequenos cortes como cortes de papel ardem menos se tampados
pequenos estragos não se reparam com durex, cola branca e linha
só sei lidar com durex, cola branca e linha
descascando abacaxis, refresco para um outro
já me traí muitas vezes para lidar com você
e isso não é um esporte
autodestruição não é um esporte e não tem regras
e preciso dos meus pedaços de volta
andei perseguindo muitas brechas para ter meus pedaços de volta
mesmo sabendo que essas brechas não me devolveriam nada
além de mais abacaxis
não sei reagir a você
não dá, na verdade
material sem propriedades
incho com todas as desculpas que dei e ouvi
quase um vício merguhar em desastres
brincar com o que tem chances de ser um acidente
daqueles que todo mundo conhece os riscos mas simplesmente não se importa
eu não me importo
não me importo com cortes de papel
se eu apertar o suficiente, consigo uma dor maior que controlo
controle dos danos
não tenho controle algum
e não sei se levo isso da forma que deveria
mas sempre aparecem lembretes de todos os canos
gotejando e impregnando cavidades
ter sempre um pouco do seu gosto na borda da garganta
nem durex, nem cola branca, nem linha ou gargarejo de água com sal
não pratico esportes, não assisto esportes, não entro em jogos
não sigo nenhuma lógica ou uso alguma regra
mas queria pular algumas etapas
apertar os cortes de papel
ignorar os pedaços que me faltam

sinto falta do que não pode mais acontecer
mas também nem saberia lidar se acontecesse de novo

esquisitas essas vontades

4 comentários:

  1. Com este post mim ajudou a refletir .
    http://blogforever-27.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Bossa e brisa, estou aqui, nessa tarde-manhã de domingo, com o Rio de Janeiro nublado e descobrindo essa preciosidade poética. Encontrei teu blog por acaso. Estava procurando cortes de cabelo e cheguei aqui. Agora, posso dizer que me aprocheguei aqui. Estou adorando os posts, principalmente tuas poesias. Gosto do jeito que arrumas as palavras e dá sentido ao que, inicialmente, não faz sentido. Parabéns. Por favor, não pare.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hhahaha, que surpresa! Obrigada e espero que continue!!

      Excluir